Sábado, 14 de Março de 2009

Trabalhadores Venezuelanos da Mitsubishi lutam por direitos e os da Vivex lutam pela nacionalização

 

 

 

 

 

 

 

Mitsubishi: Teve êxito a marcha exigiendo justiça ante o asessinato de trabalhadores

A luta também é contra a tercerização laboral (precariedade) e pela nacionalização da VIVEX

Fonte: Partido Comunista da Venezuela

 

Êxito da marcha dos trabalhadores contra a impunidade

Fonte: Corrente Marxista Revolucionária (Venezuela)

 

Teve êxito a marcha dos trabalhadores de Anzoátegui e Aragua e foi recebida por parlamentares da Assembleia Nacional

Fonte: Jornal La Clase (Venezuela) e Aporrea (Venezuela)

 

Video 

Tribuna Popular (PCV)

Nota: Como diz o secretário geral do Partido Comunista da Venezuela, Oscar Figuera, para socializar as empresas venezuelanas não basta nacionalizá-las mas é também necessário dar controle direto aos trabalhadores das empresas, ou seja o "Controle Operário". Abaixo segue uma importante citação do líder comunista venezuelano.


"Para aprofundar o processo revolucionário há que tocar a fundo o que tem que ver com os meios de produção", sustenta o secretário geral do Partido Comunista de Venezuela (PCV), Oscar Figuera.
O legislador assinala que não faz referência a todos os meios de produção, senão aos "fundamentais", ou seja os que são essenciais para a vida dos cidadãos, como electricidade, transporte, petróleo, comunicações, agro-indústria e siderurgia, entre outros.
Figuera adverte que socializar os meios de produção fundamentais não é exclusivamente passarem para as mãos do Estado. "Para que se socializem é necessário que os trabalhadores exerçam uma participação directa, e não se trata de distribuir acções, porque isso seria privatizar uma propriedade colectiva, seria individualizar-la", aponta.
O dirigente sublinha, que urge além disso impulsionar e concretizar mudanças profundas nas relações sociais de produção para que não prevaleça a subordinação dos trabalhadores a um chefe.
Isto, considera, implicaria romper com os esquemas actuais e avançar para as relações socialistas de produção.

Fonte: Aporrea

publicado por Rojo às 15:48
link do post | comentar | favorito
|

Informação Alternativa



Subscrever feeds

Sigam-nos no Facebook

Objectivos do Blogue

1) Apoiar a Revolução Venezuelana
2) Promover o carácter socialista da revolução
3) Combater a desinformação dos meios de comunicação capitalistas

Comentários recentes

A campanha Tirem As Mãos Da Venezuela voltou a est...
nice very thanks ver isto é bastant mt bom.. esse ...
A propósito da Venezuela, tivemos de fazer um tack...
É uma vergonha...Em Évora existe um call-center qu...
Este novo look é um espetáculo!
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
É assim dessa forma enérgica e sem papas na língua...

Pesquisar neste blog

 

Temas

todas as tags

Ligações

participar

participe neste blog

Venezuela:

Área Total - 916.445 km²
(quase 10 vezes a área de Portugal)

População - cerca de 28 milhões
(quase 3 vezes Portugal)

PIB per capita -11.388 dólares (2008)
(em Portugal é de 22000 dólares)

Inflação: 25,1% (acumulada 2009)

Taxa de Desemprego:
6,6% (acumulado 2009)
7,5% (Nov2009)
8,1% (Out2009)
8,4% (Set2009)
8% (Ago2009)
8,5% (Jul2009)


Salário Mínimo:
1200 bolívares (206 / 461 euros) - (Jan2010)
967,50 Bolívares (313 Euros) - (Dez2009)


Índice de Pobreza: 24% (55% em 2003)
Índice de Pobreza Extrema: 7% (25% em 2003)


Mortalidade Infantil: 13,7 por cada 1.000 nascimentos (em 1998 era 26)

Esperança média de vida - 74 anos (72 em 1998)