Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Notícias da Venezuela

Apesar da escalada militarista dos Estados Unidos contra a Venezuela com as 7 novas bases na Colômbia, a Administração Obama foi forçada a fazer um pequeno corte orçamenal no financiamento do exército fascista colombiano. Numa altura em que se fala também do corte do financiamento de uma viagem da NASA à Lua e em que os EUA tiveram inclusive o descaramento de interromper o apoio médico ao Haiti enquanto os seus militares tomam conta da ilha por supostas "razões humanitárias". Isto indica a debilidade do imperialismo: se bem que ele quer dominar a América Latina com a sua bota militar, a grave crise financeira de que padece cria problemas na sua estratégia.

 

A propósito disso chegam notícias de que uns impressionantes 10% de norte-americanos passam fome. Um número que faz sentido sendo a "taxa real" de desemprego nos EUA de 20% (e não 10% como diz a "oficial") conforme li no site shadowstats.com.

 

No Panamá outro governo fascista aliado dos Estados Unidos (onde se constróiem mais umas quantas bases inaquis para ameaçar a Venezuela) desmantelou a Missão Milagre, um programa de saúde oftalmológica gratuita oferecido pelo Governo cubano. A Missão Milagre, que se dedica essencialmente a operar e devolver a visão a pacientes com doenças oculares, é um programa que já devolveu e melhorou a visão a mais de 1,8 milhões de doentes em toda a América Latina.

 

Na Venezuela uma seca intensa que baixou bastante a produção de electricidade hidroeléctrica obrigou o governo bolivariano a investir 1000 milhões de dólares em diversicar as fontes de produção eléctirica. É de destacar que um programa governamental de eficiência energética tenha nos últimos meses baixado o consumo eléctrico nacional em 4%, guiado pelo ambicioso objectivo de baixar em 20%.

 

Também na Venezuela os Conselhos Comunais (CCs) estão em destaque, porque: no estado Sucre os CCs iniciaram uma parceria com a Empresa "La Gaviota" (empresa nacionalizada sob controlo operário depois duma combativa ocupação da mesma pelos operários e operárias); na península de Paraguaná o Conselho Comunal "Pablo Neruda" ocupou e recuperou uma estação de gasolina abandonada para benefício da comunidade local (e pede agora ao Ministério de Energia a sua legalização).

 

O deputado venezuelano Ulisses Daal afirma que 98% dos 36 mil Conselhos Comunais existentes na Venezuela têm as suas contas regularizadas. Em 4 anos de existência da Lei de Conselhos Comunais o Governo venezuelano já transferiu 11 mil milhões de Bolivares Fortes (1840 milhões de Euros) para estes orgãos de Poder Popular.

 

Video: A Revolução Bolivariana em 5 minutos

 

Fontes: Aporrea

 

publicado por Rojo às 17:00
link do post | comentar | favorito
|

Informação Alternativa



Subscrever feeds

Sigam-nos no Facebook

Objectivos do Blogue

1) Apoiar a Revolução Venezuelana
2) Promover o carácter socialista da revolução
3) Combater a desinformação dos meios de comunicação capitalistas

Comentários recentes

A campanha Tirem As Mãos Da Venezuela voltou a est...
nice very thanks ver isto é bastant mt bom.. esse ...
A propósito da Venezuela, tivemos de fazer um tack...
É uma vergonha...Em Évora existe um call-center qu...
Este novo look é um espetáculo!
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
É assim dessa forma enérgica e sem papas na língua...

Pesquisar neste blog

 

Temas

todas as tags

Ligações

participar

participe neste blog

Venezuela:

Área Total - 916.445 km²
(quase 10 vezes a área de Portugal)

População - cerca de 28 milhões
(quase 3 vezes Portugal)

PIB per capita -11.388 dólares (2008)
(em Portugal é de 22000 dólares)

Inflação: 25,1% (acumulada 2009)

Taxa de Desemprego:
6,6% (acumulado 2009)
7,5% (Nov2009)
8,1% (Out2009)
8,4% (Set2009)
8% (Ago2009)
8,5% (Jul2009)


Salário Mínimo:
1200 bolívares (206 / 461 euros) - (Jan2010)
967,50 Bolívares (313 Euros) - (Dez2009)


Índice de Pobreza: 24% (55% em 2003)
Índice de Pobreza Extrema: 7% (25% em 2003)


Mortalidade Infantil: 13,7 por cada 1.000 nascimentos (em 1998 era 26)

Esperança média de vida - 74 anos (72 em 1998)