Sábado, 13 de Março de 2010

(VIDEO) Siguen los asesinatos a sindicalistas en Honduras

20 Feb. 2010 - Julio Funes, miembro del sindicato de acueductos y alcantarillados, y participante de la resistencia contra el golpe de Estado en Honduras, fue asesinado. Organizaciones de Derechos Humanos han reportado 56 crímenes a la fecha y se investigan 105 casos más.

 

Fonte: Aporrea

publicado por Rojo às 10:17
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 13 de Março de 2010 às 13:05
Nem uma palavrinha sobre os 43 sindicalistas presos ontem na venezuela? Ficava bem. E uma sugestão, a tag até poderia ser "ditaduras socialistas".
De Anónimo a 14 de Março de 2010 às 00:22
Onde viu essa notícia caro anónimo? Não estaria a fazer confusão com a Colômbia, o país que é recordista mundial de assassinatos de sindicalistas?

Confira aqui na página da Confederação Sindical Internacional: http://www.ituc-csi.org/spip.php?page=recherche&lang=es&recherche=colombia&x=0&y=0
De Anónimo a 14 de Março de 2010 às 02:53
Pouco me importa se nas Honduras ou na Colômbia se prendem sindicalistas. Isso não é razão para na Venezuela se proceder de modo semelhante, bem pelo contrário. Veja aqui http://libcom.org/news/venezuela-43-arrests-union-march-maracay-12032010

Se calhar era hora de pôr as mãos na Venezuela.
De Anónimo a 14 de Março de 2010 às 10:36
Concordo com o anónimo de "4 de Março de 2010 às 02:53". Mas é engraçado como tanto nas "democracias" como nos países a caminho de uma verdadeira democracia são detidas pessoas em manifestações. Pelos vistos estes já foram libertados e sem acusações. Noutras "ditaduras socialistas" eles são detidos e vão a julgamento!
Vejam aqui:

"...a comitiva ministerial não foi poupada a “bocas” vindas de um grupo de pessoas que do outro lado da rua, manifestavam-se contra as políticas do Governo socialista. A “revolta” popular era ilustrada por uma faixa onde se lia “Guimarães está mais pobre” e motivou a participação de uma queixa ao MP por parte do Governador Civil de Braga alegadamente por considerar que aquela era uma manifestação não autorizada."

http://www.noticiasdeguimaraes.com/sindicalistas-absolvidos/
De Luís Rocha a 15 de Março de 2010 às 01:00
"Pouco me importa se nas Honduras ou na Colômbia se prendem sindicalistas."
Caro anónimo das 00:22, esta frase é que é infeliz e lhe fica mal.

Mas tem razão, apesar de eu não estar bem informado sobre este caso, que esta prisão de sindicalistas na Venezuela é condenável - os esforços para criar uma polícia respeitadora dos trabalhadores ainda estão longe dos resultados esperados.

O que parece ignorar o anónimo é que a alternativa de poder a Chávez - na Venezuela actual- é o fascismo puro e duro da Colômbia ou Honduras.

De facto a luta de classes não é tão linear como alguns pensam e não podemos chamar à Venezuela de ditadura socialista tão somente porque não há ainda - de facto - lá um Estado socialista.

Comentar post

Informação Alternativa



Subscrever feeds

Sigam-nos no Facebook

Objectivos do Blogue

1) Apoiar a Revolução Venezuelana
2) Promover o carácter socialista da revolução
3) Combater a desinformação dos meios de comunicação capitalistas

Comentários recentes

A campanha Tirem As Mãos Da Venezuela voltou a est...
nice very thanks ver isto é bastant mt bom.. esse ...
A propósito da Venezuela, tivemos de fazer um tack...
É uma vergonha...Em Évora existe um call-center qu...
Este novo look é um espetáculo!
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
É assim dessa forma enérgica e sem papas na língua...

Pesquisar neste blog

 

Temas

todas as tags

Ligações

participar

participe neste blog

Venezuela:

Área Total - 916.445 km²
(quase 10 vezes a área de Portugal)

População - cerca de 28 milhões
(quase 3 vezes Portugal)

PIB per capita -11.388 dólares (2008)
(em Portugal é de 22000 dólares)

Inflação: 25,1% (acumulada 2009)

Taxa de Desemprego:
6,6% (acumulado 2009)
7,5% (Nov2009)
8,1% (Out2009)
8,4% (Set2009)
8% (Ago2009)
8,5% (Jul2009)


Salário Mínimo:
1200 bolívares (206 / 461 euros) - (Jan2010)
967,50 Bolívares (313 Euros) - (Dez2009)


Índice de Pobreza: 24% (55% em 2003)
Índice de Pobreza Extrema: 7% (25% em 2003)


Mortalidade Infantil: 13,7 por cada 1.000 nascimentos (em 1998 era 26)

Esperança média de vida - 74 anos (72 em 1998)