Sábado, 6 de Novembro de 2010

Solidariedade portuguesa com o processo revolucionário venezuelano

Comunicado de Solidariedade da responsabilidade das organizações promotoras do Ciclo " Venezuela: transformando desde as bases" que se realizou em Almada nos dias 23, 24 e 25 de Setembro de 2010

 

A Cooperativa Mó de Vida e o Colectivo “Tirem as mãos da Venezuela” organizaram nos dias 23, 24 e 25 de Setembro, em Almada, um evento de solidariedade com o processo revolucionário venezuelano, inserido nas jornadas mundiais de solidariedade com a revolução bolivariana da rede internacional “Manos Fuera de Venezuela”.


Este ciclo denominado “Venezuela: transformando desde as bases” teve como objectivo proporcionar uma visão desde as bases populares e debater os avanços sociais e políticos deste processo transformador que conta actualmente com comprovados sucessos nas áreas da saúde, educação, desenvolvimento endógeno que se reflete na diminuição das desigualdades sociais e da pobreza segundo os variados informes das
Nações Unidas.


Na Venezuela, a exemplo de alguns outros países da América-latina com processos de transformação em curso, foram atingidas muitas das metas de desenvolvimento do milénio, contrariamente ao que ocorre na imensa maioria dos países subordinados aos ditames das políticas capitalistas do FMI e Banco Mundial.


Durante os 3 dias deste ciclo, foram apresentados documentários que abordaram os mais variados temas, tais como: a Venezuela da IV República, os meios de comunicação hegemónicos versus comunicação popular, livre e alternativa, as fábricas auto-geridas, a democracia participativa, o golpe de estado de Abril de 2002 que tentou derrubar o governo democraticamente eleito, o poder comunal, as empresas de propriedade social directa e a cultura representada pelo movimento de orquestras juvenis.


O encerramento ocorreu com uma sessão de canto-livre latino-americano, num ambiente de festa, esperança e solidariedade.

 

As organizações promotoras deste ciclo manifestam a sua mais profunda solidariedade com as bases populares e trabalhadoras da Venezuela, no sentido do prosseguir da luta que leve ao aprofundamento do processo revolucionário que, de uma vez por todas, derrote um sistema baseado na exploração, na standarização, no aumento das desigualdades e acima de tudo na hipocrisia dos que detêm o capital.

 

Contra os imperialismos e a ingerência externa na Venezuela, de Portugal recebam um abraço solidário do tamanho do oceano que nos separa.

 

Pátria, socialismo ou morte, Venceremos!

 

Almada, 25 de Setembro de 2010.

publicado por Alexandre Leite às 12:00
link do post | comentar | favorito
|

Informação Alternativa



Subscrever feeds

Sigam-nos no Facebook

Objectivos do Blogue

1) Apoiar a Revolução Venezuelana
2) Promover o carácter socialista da revolução
3) Combater a desinformação dos meios de comunicação capitalistas

Comentários recentes

A campanha Tirem As Mãos Da Venezuela voltou a est...
nice very thanks ver isto é bastant mt bom.. esse ...
A propósito da Venezuela, tivemos de fazer um tack...
É uma vergonha...Em Évora existe um call-center qu...
Este novo look é um espetáculo!
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
É assim dessa forma enérgica e sem papas na língua...

Pesquisar neste blog

 

Temas

todas as tags

Ligações

participar

participe neste blog

Venezuela:

Área Total - 916.445 km²
(quase 10 vezes a área de Portugal)

População - cerca de 28 milhões
(quase 3 vezes Portugal)

PIB per capita -11.388 dólares (2008)
(em Portugal é de 22000 dólares)

Inflação: 25,1% (acumulada 2009)

Taxa de Desemprego:
6,6% (acumulado 2009)
7,5% (Nov2009)
8,1% (Out2009)
8,4% (Set2009)
8% (Ago2009)
8,5% (Jul2009)


Salário Mínimo:
1200 bolívares (206 / 461 euros) - (Jan2010)
967,50 Bolívares (313 Euros) - (Dez2009)


Índice de Pobreza: 24% (55% em 2003)
Índice de Pobreza Extrema: 7% (25% em 2003)


Mortalidade Infantil: 13,7 por cada 1.000 nascimentos (em 1998 era 26)

Esperança média de vida - 74 anos (72 em 1998)