Domingo, 5 de Abril de 2009

REFORMISMO: CADAFALSO DA REVOLUÇÃO

Por Antonio Aponte (do Blog Un Grano de Maíz)

 

Dizia um clássico, que “se o reformismo não existisse já a Revolução teria triunfado em todo o mundo”. Dava assim uma imagem do perigo deste vírus ideológico de que padecem todas as revoluções do mundo.

O reformismo tem diversas formas de apresentar-se, no entanto, todas têm como fundamento comum evitar o avanço das revoluções, substituindo o caminho transformador revolucionário por mudanças inocuas acompanhadas por uma retórica revolucionária fraudulenta. Vejamos:

A sua essência é o egoísmo, o isolamento capitalista, a saída individual, por isso são incapazes de organizar tecidos sociais, tudo o que propõem está tingido de fracção.

Na economia propõem formas que não afectam a propriedade capitalista, são formas não-sociais com um ligeiro verniz de mudança. Estas formas de propriedade são inoperantes e acabam por ser arrasadas pela dinâmica da evolução capitalista.

Não atacam a propriedade capitalista, ao invés, justificam a sua existência e ao primeiro sinal de adversidade correm apavorados a afrouxar debaixo do manto do capital.

No social propõem Conselhos Comunais isolados, que só têm a sua consciência no local, e a isto o chamam de “poder popular”.

Estes Conselhos fragmentam o povo, debilitam-no, educam o para o mesquinho, só importam os do seu meio, assim são pequenos instrumentos para disseminar a ética e a filosofia capitalista: “se eu estou bem todos estamos bem”, “se é lucrativo, é lícito”.

Evitam construir um poderoso tecido organizativo nacional, que agrupe os Conselhos Comunais, que lhes dê dimensão e consciência nacional e universal a seus membros.

Impedem o verdadeiro poder popular: construir um Estado que seja o seu instrumento de governar, de planificar, que as suas organizações locais se envolvam com a organização desse Estado.

Na formação do partido têm a mesma atitude, aqui saboteiam a organização, a disciplina, prestigiam o assembleísmo.

No político, em tom com tudo o anteriormente referido, quando vêem a possibilidade do Socialismo se horrorizam, inventam qualquer desculpa para propor um pacto com os capitalistas, estes pactos são em realidade uma capitulação, levam a Revolução ao seu cadafalso.

Hoje na Venezuela, quando há inestimáveis condições revolucionárias, ganhamos nas eleições para avançar para o Socialismo, imediatamente, não esperaram nem um dia, os porta-vozes do pacto saíram a vociferar a sua necessidade urgente. Agora dizem “ou pacto ou barbárie”, todos os meios de deformação estão ao serviço desta proposta.

A Revolução Bolivariana atravessa momentos extraordinários e cruciais. Se caímos na armadilha reformista, se nos apoiamos nos capitalistas, se construímos pactos políticos com os seus representantes, a Revolução está a assinar a sua condenação.

Pelo contrário, se nos afirmamos no povo pobre, se construirmos a organização social e política que verdadeiramente dê poder ao povo, se construirmos a economia de Propriedade Social, estaremos a construir a Consciência do Dever Social, consciência revolucionária, e seremos invencíveis.

Já o Comandante tem dito que esta Revolução ante a crise mundial colocar-se-á ao lado do povo humilde, isso é garantia de Revolução, devemos apoiá-lo.

Com Chávez para o Socialismo!

 

Fonte: CONEIDI (organização de solidariedade com a revolução venezuelana)

publicado por Rojo às 13:02
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Mugabe a 5 de Abril de 2009 às 16:00
Sempre, sempre ao lado do povo humilde e injustiçado...a revolução bolivariana vencerá !

Grande abraço!

Comentar post

Informação Alternativa



Subscrever feeds

Sigam-nos no Facebook

Objectivos do Blogue

1) Apoiar a Revolução Venezuelana
2) Promover o carácter socialista da revolução
3) Combater a desinformação dos meios de comunicação capitalistas

Comentários recentes

A campanha Tirem As Mãos Da Venezuela voltou a est...
nice very thanks ver isto é bastant mt bom.. esse ...
A propósito da Venezuela, tivemos de fazer um tack...
É uma vergonha...Em Évora existe um call-center qu...
Este novo look é um espetáculo!
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
É assim dessa forma enérgica e sem papas na língua...

Pesquisar neste blog

 

Temas

todas as tags

Ligações

participar

participe neste blog

Venezuela:

Área Total - 916.445 km²
(quase 10 vezes a área de Portugal)

População - cerca de 28 milhões
(quase 3 vezes Portugal)

PIB per capita -11.388 dólares (2008)
(em Portugal é de 22000 dólares)

Inflação: 25,1% (acumulada 2009)

Taxa de Desemprego:
6,6% (acumulado 2009)
7,5% (Nov2009)
8,1% (Out2009)
8,4% (Set2009)
8% (Ago2009)
8,5% (Jul2009)


Salário Mínimo:
1200 bolívares (206 / 461 euros) - (Jan2010)
967,50 Bolívares (313 Euros) - (Dez2009)


Índice de Pobreza: 24% (55% em 2003)
Índice de Pobreza Extrema: 7% (25% em 2003)


Mortalidade Infantil: 13,7 por cada 1.000 nascimentos (em 1998 era 26)

Esperança média de vida - 74 anos (72 em 1998)