Sábado, 25 de Abril de 2009

Portugal tem Solução: a Revolução!

Durante as lutas de classe do processo revolucionário que se seguiram à Revolução de 25 de Abril fizeram-se:

 

1 - Reforma Agrária (neste caso a Ocupação de Terras no Alentejo que criou a Cooperativa de Torre Bela em Manique do Intendente, a Reforma Agrária foi um processo que melhorou siginificativamente a vida dos camponeses alentejanos e aumentou a soberania alimentar portuguesa, provendo às cidades mais do que nunca alimentos colhidos em Portugal)

 

Na época foram também feitas várias dinamizações culturais explicando ao Povo Português os seus direitos e as transformações revolucionárias, entre elas a Reforma Agrária

 

A Reforma Agrária álias não é apenas uma luta portuguesa, mas sim uma luta de camponeses famintos por todo o mundo (como mostra este Video, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra do Brasil)

 

2 - Ocupações de Fábrica (as ocupações de fábrica em Portugal, foram o eixo de vários movimentos grevistas - várias ondas de greves - que fizeram aumentar muito rapidamente o nível salarial em Portugal e também foram o início das primeiras experiências de Controlo Operário em Portugal, que tornaram possível as Comissões de Trabalhadores e uma grande expansão dos direitos laborais)

 

3 - Ocupações de Empresas de Serviços (neste caso mostra-se a Ocupação da Empresa de Telefones de Lisboa e Porto, a TLP, pelos trabalhadores da empresa que cercaram o conselho de administração deste monopólio fascista, as reivindicações eram por direitos, melhores salários e sobretudo pela Nacionalização da empresa)

 

4 - Juramento de bandeira (uma amostra da fidelidade dos soldados de Abril ao Povo e ao processo revolucionário, que incluía então o objectivo de construir o Socialismo à portuguesa)

 

Revolução de 25 de Abril de 1974, ruas de Lisboa, Cerco ao Quartel do Carmo

 

5 - Poesia Revolucionária (lembramos aqui o grande poeta da Revolução, José Carlos Ary dos Santos)

 

Outro Poema

 

E outro

 

6 - Música Revolucionária (música de intervenção)

 

Grândola Vila Morena

 

Hino de Caxias

 

A cantiga é uma arma

 

E ao fim de tudo isto, qual foi o resultado?

 

Resposta: Portugal obteve a melhor distribuição da riqueza de sempre entre 1974 e 1976 (durante o Período Revolucionário Em Curso), isto significa que nunca houve uma época de melhor poder de compra relativo e qualidade de vida do que essa para os trabalhadores portugueses. Como mostra o seguinte gráfico do economista Eugénio Rosa (o gráfico refere as remunerações - salários - de trabalhadores com e sem descontos para a Segurança Social e a Caixa Geral de Aposentações, como % do PIB), clicar para ampliar:

É de notar que no governo Sócrates se atingiu uma pior distribuição de riqueza que a de 1973 (apenas 34% do PIB foi para salários líquidos em 2007, quase metade do que era no tempo do PREC), pior que no tempo do fascismo e a pior desde esse ano de 1973.

publicado por Rojo às 10:50
link do post | comentar | favorito
|

Informação Alternativa



Subscrever feeds

Sigam-nos no Facebook

Objectivos do Blogue

1) Apoiar a Revolução Venezuelana
2) Promover o carácter socialista da revolução
3) Combater a desinformação dos meios de comunicação capitalistas

Comentários recentes

A campanha Tirem As Mãos Da Venezuela voltou a est...
nice very thanks ver isto é bastant mt bom.. esse ...
A propósito da Venezuela, tivemos de fazer um tack...
É uma vergonha...Em Évora existe um call-center qu...
Este novo look é um espetáculo!
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
É assim dessa forma enérgica e sem papas na língua...

Pesquisar neste blog

 

Temas

todas as tags

Ligações

participar

participe neste blog

Venezuela:

Área Total - 916.445 km²
(quase 10 vezes a área de Portugal)

População - cerca de 28 milhões
(quase 3 vezes Portugal)

PIB per capita -11.388 dólares (2008)
(em Portugal é de 22000 dólares)

Inflação: 25,1% (acumulada 2009)

Taxa de Desemprego:
6,6% (acumulado 2009)
7,5% (Nov2009)
8,1% (Out2009)
8,4% (Set2009)
8% (Ago2009)
8,5% (Jul2009)


Salário Mínimo:
1200 bolívares (206 / 461 euros) - (Jan2010)
967,50 Bolívares (313 Euros) - (Dez2009)


Índice de Pobreza: 24% (55% em 2003)
Índice de Pobreza Extrema: 7% (25% em 2003)


Mortalidade Infantil: 13,7 por cada 1.000 nascimentos (em 1998 era 26)

Esperança média de vida - 74 anos (72 em 1998)