Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

Chávez diz que Venezuela pode deixar OEA

9 de Maio de 2009

 

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse neste sábado (9) que o país pode retirar-se da Organização dos Estados Americanos (OEA) e convocar a formação de uma outra entidade regional, após a comissão de direitos humanos da OEA ter criticado seu governo. O presidente, que afirma conduzir uma ''revolução socialista'', acusou a OEA de evitar repreensões aos Estados Unidos durante ações de guerra ordenadas pelo ex-presidente George W. Bush.

''Temos que nos perguntar para quê a OEA? A Venezuela poderia sair da OEA e criar ou convocar outros povos deste continente a nos libertar destes velhos instrumentos e que formemos uma organização de povos da América Latina, de povos livres'', disse Chávez.


A região discutiu a necessidade de mudanças na entidade multilateral durante a recente reunião em Trinidad e Tobago, momento em que também se falou sobre a necessidade de voltar a incluir Cuba, suspensa há três décadas.

Chávez disse que se perguntava junto com Cuba, Nicarágua e Equador se a organização deveria existir. ''Fidel (Castro) tem razão quando disse ''outra vez a OEA?'' Por quê? Porque a OEA é uma burocracia imperial, imperial. A nós, nos condenam'', afirmou o presidente enquanto visitava instalações médicas, em um ato de governo transmitido pela televisão.

Chávez se queixou que a entidade reconheceu o governo interino que se instalou quando ele foi retirado do poder em 2002, sem condenar as ações que o afastaram do cargo. ''Agora esta mesma organização diz que nós aqui violamos os direitos humanos'', enfatizou.

Esta semana a Comissão Interamericana de Direitos Humanos incluiu a Venezuela na lista de países que precisam melhorar a defesa e o cumprimento dos direitos humanos.

Fonte: Diário Vermelho

publicado por Rojo às 14:51
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Paulo Mouta a 11 de Maio de 2009 às 23:26
A questão está muito bem colocada. E alguns senhores saberão a razão. Para quê a OEA? Se há coisa que já ficou provado é que existem três quatro realidades muito diferentes no continente americano. Os EUA. O Canadá, que economicamente sendo algo parecido com os EUA é socialmente radicalmente diferente mais no sentido do Welfare State dos países da Europa no norte. A quase totalidade da América latina. E finalmente o pedregulho no sapato que continua a ser Cuba, agora com o apoio fraterno e deinteressado de mais povos irmãos.

Assim sendo, o que une estas quatro realidades? O que une contradições como a NAFTA e a ALBA? Só existe uma vantagem na existência e na permanência da Venezuela e até na reentrada de Cuba (desde que sem pré-condições). Essa vantagem é saber o quê e como se conspira já que contra quem, já todos savemos.
De Rojo a 13 de Maio de 2009 às 16:45
Exactamente, neste como noutros casos - estou me a lembrar do FMI, Banco Mundial, da NATO e da própria UE - se constata que instituições que foram arquitectadas, criadas e construídas para servir os ricos e espoliar os pobres, para servir o imperialismo e esmagar a libertação e auto-determinação nacional não podem ser reformadas e devem ser simplesmente abandonadas.

Um abraço,
Luís Rocha

Comentar post

Informação Alternativa



Subscrever feeds

Sigam-nos no Facebook

Objectivos do Blogue

1) Apoiar a Revolução Venezuelana
2) Promover o carácter socialista da revolução
3) Combater a desinformação dos meios de comunicação capitalistas

Comentários recentes

A campanha Tirem As Mãos Da Venezuela voltou a est...
nice very thanks ver isto é bastant mt bom.. esse ...
A propósito da Venezuela, tivemos de fazer um tack...
É uma vergonha...Em Évora existe um call-center qu...
Este novo look é um espetáculo!
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
É assim dessa forma enérgica e sem papas na língua...

Pesquisar neste blog

 

Temas

todas as tags

Ligações

participar

participe neste blog

Venezuela:

Área Total - 916.445 km²
(quase 10 vezes a área de Portugal)

População - cerca de 28 milhões
(quase 3 vezes Portugal)

PIB per capita -11.388 dólares (2008)
(em Portugal é de 22000 dólares)

Inflação: 25,1% (acumulada 2009)

Taxa de Desemprego:
6,6% (acumulado 2009)
7,5% (Nov2009)
8,1% (Out2009)
8,4% (Set2009)
8% (Ago2009)
8,5% (Jul2009)


Salário Mínimo:
1200 bolívares (206 / 461 euros) - (Jan2010)
967,50 Bolívares (313 Euros) - (Dez2009)


Índice de Pobreza: 24% (55% em 2003)
Índice de Pobreza Extrema: 7% (25% em 2003)


Mortalidade Infantil: 13,7 por cada 1.000 nascimentos (em 1998 era 26)

Esperança média de vida - 74 anos (72 em 1998)